Oi! Eu sou o Matheus! =D

Soltem o Kraken

Conhece a fera? Não?! Nem queira.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Opinião: Microtransações, afinal até aonde é o limite?


Imagem de GTA 5, jogo da Rockstar
É pessoal estamos em uma época que os games já são uma das indústrias mais lucrativas e com isso empresas estão trabalhando com novos sistemas de monetarização e um deles é o mamilos polêmico sistema de "Microtransações", e não, não são vários anões transando. Microtransações são nada menos do que transações monetárias in-game, ou seja, tu tira um capital do seu bolso para compra algum item, ou "dinheirinhos" do jogo em questã (sim, questã, sem "o" por que eu acho bonito).

Dois lados da moeda
Junto com esse modelo de negócios surgiu uma categoria nova de jogos os "Free to play", que são jogos gratuitos, você pode jogar a vontade mas eles contem dentro de sua fórmula micro transações.

O lugar aonde esse modelo de negócios se tornou muito forte foi no setor mobile, Clash of Clans é um belo exemplo, com um faturamento que chega a milhões. Obviamente as produtoras tentam lucrar mais e mais e acabam desenvolvendo sistemas infelizes que visam o lucro acima de tudo, nessa onda tem produtoras que mesmo você pagando U$60 (R$ 200,00 ou até mais) pelo jogo ainda assim usam esse sistema, um exemplo aonde eu mesmo presenciei o crescimento do jogo foi Destiny, apesar das atitudes da Bungie aparentemente estarem com mais sintonia com os jogadores ultimamente, eu mesmo fui um dos afetados pelas decisões anteriores dela e agora não coloco nem um centavo a mais no jogo dela, e na ultima atualização ela incluiu microtransações no jogo, que por sinal já é bem caro. 

Esse modelo de negócios em jogos pagos não está exatamente agradando a comunidade mas ainda assim se torna mas forte a cada dia, e ainda que muita gente tenha um certo receio com a coisa ainda tem um lado bom, as DLCs, sim, meu caro jogador que está rangendo seus dentes de raiva das produtoras, as microtransações podem pagar suas DLCs, isso é uma coisa que aconteceu em GTA Online e a comunidade adorou, outro exemplo é Battlefield 4, que tem em suas veias o sistema de microtransações e hoje em dia a DICE sua produtora está soltando mais e mais atualizações com mapas novos inclusive um que a própria comunidade do jogo ajudou a desenvolver e todas essas DLCs são gratuitas em um game que foi lançado em 2013, apesar de a DICE não confirmar que o que pagou essas ultimas DLCs foram as microtransações isso é uma dedução minha.

Pay-to-Win e parte feia da coisa 
Grande parte do preconceito dos jogos Free2Play é que algumas produtoras oferecem vantagens ao comprar itens sobre jogadores que não gastam dinheiro no jogo, os itens que você compra no jogo te dão uma arma mais forte por exemplo, uma arma que você só consegue pagando dinheiro pra liberar ela e normalmente é liberada por um período de tempo curto, fazendo com que você tenha a necessidade de comprar de novo o item para que se sobressaia ao seus inimigos. Esse tipo de coisa é desleal com quem não investe no jogo e deixa muitas pessoas na desvantagem, já que muitas delas preferem não colocar seu dinheiro no game, e é um caminho que certamente as produtoras nunca deveriam tomar, respeitar o jogador deve ser uma prioridade para quem desenvolve o jogo, pois sem jogadores a empresa nem existiria, e algumas por causa desse modelo de negócio até faliram.

O sistema de troféus
Algumas produtoras adotam um sistema que eu apelidei de troféu, elas usam o sistema de microtransações para roupas, camuflagens, e itens cosméticos que não afetam de nenhuma forma a jogabilidade, League of Legends usa esse sistema e vai muito bem economicamente falando. Em um jogo Free2Play é perfeitamente aceitável esse sistema é saudável que a empresa escolheu inserir assim seu modelo de negócios no jogo. Mas e quando um jogo pago faz isso? 

Opinião
Eu sinceramente acho que um jogo pago não deveria ter microtransações salvo quando as DLC são financiadas pelo sistema. Se o jogo tiver microtransações ele nunca, jamais, em hipótese alguma se torne pay-to-win isso pode e deve afastar os jogadores do jogo, afinal é muito injusto com quem não pagou e quer só ter uma experiência divertida com seus amigos. 

Hoje em dia temos muitos exemplos de jogos que se deram bem usando o sistema de forma inteligente e que não insulte quem consome o jogo, mas muita gente ainda tem medo em ouvir a palavra "microtransações" e com a devida razão.
 ----------- 
O que achou do meu artigo? Diga ai nos comentários, agora o blog usa o Disqus como plataforma para comentários, e como eu estou sempre usando ele fica mais rápido de eu responder a quem expressa sua opinião ai em baixo. 

Demorei algumas horas pra escrever esse artigo, sei que é pequeno, mas o empenho de começar esse tipo de coisa foi desafiador pra mim. 

Abraços. 
-Almeida 

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Como instalar a Rom do Galaxy Note 4 no seu Galaxy Note 2 [N7100]!


Beleza galera, tranquilo? Hoje venho trazer meu primeiro tutorial "how to", e trago pra vocês a ROM do Galaxy Note 2 testada por mim. Pra esse processo, vocês terão que ter Root e um Recovery no seu aparelho, vou dar o tuto completo, então pra quem já atende os pré-requisitos, pule pra instalação da ROM.

Nesse tuto, vou abordar pessoas que também são leigas no assunto, quero que todo mundo consiga fazer isso ai, mesmo sem nunca ter feito Root no seu smartphone.

Nota: Essa ROM foi desenvolvida pelo Electron Team, sendo que todos os créditos pelo ótimo trabalho aqui vão para eles e todos os arquivos também estão hospedados no site deles, eu só estou traduzindo e simplificando as instruções de como fazer a instalação. Além disso, a ROM ainda não está totalmente finalizada e ainda existem alguns bugs nela, nenhum bug chega a inutilizar a ROM, deixo no final do post a Lista de Bugs que eu encontrei.

Eu não me responsabilizo por qualquer dano que você causar ao seu aparelho, esses processos são meramente experimentais, tenha em mente que seu dispositivo sofrerá perda de garantia se você seguir em frente. Esse processo se mal feito pode causar soft ou hard brick em seu aparelho, consulte o sumario no final do post se não entendeu os termos.

Com isso dito, vamos ao que interessa!

Pra instalar essa ROM você necessita de:
  • Drivers do Samsung Galaxy Note 2 N7100;
  • Odin (software para fazer a liberação do Root);
  • Arquivo do Root/Acesso de ADM (CF Auto Root);
  • Arquivo do Recovery (eu escolhi o CWM Touch);
  • Rom do Time Electron (Ditto Note 4)
  • Updates da Rom liberadas pelos desenvolvedores (cinco arquivos).

Recomendo salvar todos os arquivos na Área de trabalho mas não mude o nome dos arquivos, isso é de suma importância.

Primeiro passo: Drivers 
Isso na verdade é bem simples, se você já tem o software KIES da Samsung instalado no seu PC pode pular para o segundo passo, caso contrario instale os drivers do Galaxy no seu PC, é só dar dois cliques no arquivo que você acabou de baixar clicar em avançar esperar a instalação terminar e seguir para o próximo passo. O processo funciona tanto no Windows 7 quanto no 8.

Segundo passo: ROOT
Agora vamos abrir aquele executável chamado "odin.exe" após isso plugar seu dispositivo no PC enquanto ligado. Teve algumas pessoas que tiveram que iniciar o celular em modo Download pra funcionar o Odin, é bem simples na verdade, com ele desligado segure botão de baixar volume e o botão home e depois aperte o botão de ligar, após ele ligar e mostrar as info do modelo na tela mantenha só os dois primeiros botões pressionados e espere até iniciar, na sua tela vai aparecer um aviso, aperte o botão de aumentar o volume uma vez para continuar e ele deve ser reconhecido pelo Odin. Se você executou o primeiro passo agora ele vai reconhecer seu dispositivo sem nenhum problema. Observe a imagem abaixo quando reconhecido pelo Odin ele dará essas duas mensagens aí 0:[COM3], em baixo mostrara a mensagem Added, ou seja, o programa reconheceu o Smart e até agora tudo certo.

Após isso clique no botão "PDA" também circulado na foto abaixo, quando abrir uma janela de seleção, encontre o arquivo "CF-Auto-Root-t03g-t03gxx-gtn7100.tar.md5" e clique duas vezes a próxima tela deve ser assim:

Após isso clique em Start, seu aparelho ira reiniciar e essa é a tela que ele deve mostrar:
Espere até ele reiniciar de novo, o processo de root pode demorar até uns cinco minutos e pronto aparelho rootado com sucesso!

Terceiro passo: O Recovery
Agora com o aparelho rootado, vamos á instalação da CWM Recovery. Para isso plugue novamente o aparelho no PC abra o Odin de novo clique em "PDA" de novo, só que agora vamos achar o arquivo chamado "Note2-CWM-6.0.4.3-GT-N7100" e clicar em Start, o processo é o mesmo do root, só que com outro arquivo. Segue imagem ilustrativa:

Após isso vamos iniciar ele em modo recovery, desconecte o cabo do smartphone. Com ele desligado segure botão de aumentar volume e o botão home e depois aperte o botão de ligar, após ele ligar e mostrar as info do modelo na tela mantenha só os dois primeiros botões pressionados e espere uns 20 segundos, essa é a tela que ele deverá mostrar:


Peguei a ultima versão do ClockworkMod v6.0.4.3,
ATENÇÃO: todos os seus dados serão apagados do celular se você fizer esse ultimo processo, por isso faça um backup de todos eles no seu PC ou cartão de memória. Para o Backup recomendo usar o software da Samsung, Kies.

Antes de instalar a ROM, recomendo fortemente fazer um reset do seu aparelho, para isso no recovery mesmo bata aonde está escrito "wipe data/factory reset" depois aonde está escrito "yes" e depois repita o processo na opção "wipe cache partition".



Quarto passo: Instalação da ROM

Agora vamos usar os arquivos da pasta respectiva a esse passo, todos os arquivos devem ser copiados agora para a memória do celular ou do seu cartão SD. São seis arquivos incluindo o primeiro arquivo que é a ROM e os outros cinco arquivos são updates para correção de bugs. Acessaremos de novo o modo recovery do Smart mas agora vamos na opção "install zip" depois vamos na opção "install zip from sdcard", após selecionar a opção ache os arquivos que você copiou e instale o primeiro deles com o nome "DN4_BY_ELECTRON_TEAM", essa é a ROM do Android portada do Galaxy Note 4 para o seu Galaxy Note 2, depois de selecionada bata em "yes" espere uns 10 minutos e pronto, reinicie ele se ele não o fez automaticamente e faça a configuração inicial! Seu smartphone agora tem a ROM com todos os recursos novos do Note 4.

Após instalada a ROM reinicie o seu smart em modo recovery e faça a instalação dos updates que também estão na pasta "4 - Quarto Passo", da mesma forma que você instalou a ROM vá em "install zip from sdcard" de novo, só que agora você vai selecionar os ZIP's das updates da 01 a 05, instale todas elas, são correções importantíssimas para seu celular funcionar com menos problemas.

OBS: é perfeitamente normal após a instalação seu celular demorar até uns quinze minutos para iniciar na primeira vez, somente na primeira vez.

Quinto passo: GApps (se necessário)
Esse eu não cheguei a precisar, mas por via das duvidas deixo aqui a orientação, se seus apps da google estiverem faltando, ex: Google Play, Google Now, Maps e etc... Instale esse zip, somente nessas circunstâncias faça isso. A instalação também é pelo Recovery da mesma forma que a ROM e os updates foram instalados.

Screenshots
Clique para aumentar as imagens! (15 imagens)













Bugs que eu achei até agora:

  • Botão Bluetooth na central de notificações faz celular reiniciar, fazendo com que tenha que acessar as configurações para ativar o Bluetooth;
  • Ligação caiu uma vez não sendo possível retornar a ligar até dar o Reboot em Modo Shell, não sei se foi isolado, não aconteceu de novo;
  • Aplicativo S Health extremamente lento;
  • Não faça downclock no processador para menos de 1,0GHz, os aplicativos começam a crashar;
  • Função Air da Pen Note (não encostar a caneta na tela), não funciona com exatidão, erro de 1~2mm, o toque na tela funciona normalmente.
Sumário:
Boot: O ato de iniciar o aparelho, Reboot, é o ato de reiniciar o mesmo. 
ROM: Esse é o arquivo com o Android modificado. 
Recovery: essa é a tela de recuperação e instalação do sistema.
ROOT: acesso de Administrador, permite customizar, excluir apps e modificar opções do sistema. (Cuidado) 
Bugs: erros de sistema, podem ser concertados com atualizações.
Soft Brick: Inutilização do aparelho, nesse caso ele pode ser recuperado reinstalando o sistema;
Hard Brick: esse é perigoso, você pode perder seu aparelho, ou ter que levar ele em alguma assistência para recuperar ele. 
 Bootloop: ele fica dando Boot infinitamente e não entra no sistema, esse é um caso de soft brick.

Qualquer dúvida, não deixe de perguntar, estarei em prontidão pra ajudar!

Valeu e se puder compartilhar isso aí, deu um trabalhão pra reunir tudo.


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

O Suporte da Live amerina FUNCIONA!!! Parabéns Microsoft!!!

Support Xbox 360
Xbox One Logo - Microsoft®
Mesmo que ninguém leia esse blog eu to aqui postando, mas esse post é pra ajudar quem tem problemas na live, e como funciona o suporte da live americana!

Recentemente tive um problema com uma compra na live, eu vendi meu GTA V em mídia física por que queria comprar ele em download, até aí tudo bem. Só que eu recebi um cartão de crédito novo ele é internacional, mas por segurança ele é bloqueado pra transações internacionais, logo eu tenho que ligar lá na operadora pra desbloquear as transações internacionais, por preguiça eu não quis fazer isso e comprei um Gift Card de 30$ no mercado livre, só pra constar, por sorte GTA 5 está em promoção essa semana por 29.99$, e foi aí que começou meus problemas, quando eu tentava comprar o GTA ele dava erro por que eu tinha migrado minha conta pra live americana, mas ela meio que ainda ficou localizada no Brasil. Tentei mudar a região do meu Xbox pra americana e também não deu, tentei de tudo, tirar meus cartões de crédito da conta tentei comprar pelo site, nada deu certo. Aí eu pensei FODEO MANO. 

Então como minha ultima esperança, foi aí que eu contatei o suporte da Live americana. E por chat mesmo o atendente foi super atencioso e resolveu meu problema em cinco minutos, obviamente eu estava falando inglês com ele. A única coisa perguntada foi meu problema, e pronto, resolvido. O suporte funciona, pelo menos nos EUA. Parabéns a Microsoft pelo serviço e pelo atendente que resolveu o meu problema.

Esse texto eu também postei no grupo que eu criei pra galera da live, se você ver esse post entra lá.

Comparando com o serviço de suporte de algumas empresas brasileiras, eu fiquei extremamente satisfeito com o suporte americano, aquilo realmente funciona, e o atendente realmente quer te ajudar, não sei se é o regime de trabalhos deles, mas é incrível como eu fui bem atendido, até alimentou meu ego heuhuehue.

Se precisar de um Help deixa uma mensagem aí, ou até sua live se quiser jogar comigo.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

A facilidade do Download e por que eu odeio mídia fisica hoje em dia!

Jogos de PS2
Malditos CD's - Fonte: Google Imagens
Antigamente eu adorava CDs e DVDs, achava tão lindas aquelas coleções com as capinhas todas arrumadas bonitinhas, cheio de cópias piratas, comprava adesivos pra colar e jogava felizão os jogos de PS2 na inocência, mal sabia eu que eu ajudava a afundar nosso mercado de jogos, claro que eu nem sabia o que significava isso, eu tinha 12 anos.

Mas o tempo passou, eu cresci e percebi a merda que estávamos fazendo. Eu sempre me perguntava na época, por que não temos jogos em português, nem PES e FIFA eram "legendados direito na época, aliás PES não existia era na época do já enterrado em seu tumulo Winning Eleven, grandes tempos. Mas voltando ao foco, hoje eu entendo que não tínhamos jogos por que a pirataria era muito grande, hoje entendo por que pirataria é crime, e tento comprar todos meus softwares e jogos e aplicativos.
Porta CD's do Capiroto - Fonte: Tudo em Brindes

Fora roubar dinheiro e tirar o incentivo das empresas em vir para o Brasil, outra coisa que era inconveniente demais eram os porta CDs ter quatro desses que cabiam 50 discos era muito não pratico, ter que separar e classificar os discos era muito trabalhoso, o pior era pra achar algum desses discos nos malditos porta CDs demorava demais. Esses dias atrás me peguei pensando e cheguei a conclusão de que as empresas que fabricavam os discos desenvolveram um meio de "guardar" vários discos e passar a segurança de que seus DVDs não estariam riscados, IT WAS A FUCKIN LIE, depois de tirar e colocar seus CDs na primeira vez eles já estavam mais riscados que carro de bêbado, e você teria que comprar mais DVDs, e aí o plano do mau das fabricas de discos estava consolidado. Fora o emprestar, quando seu vizinho pedia seu disco de jogo e tu emprestava, e claro que quando ele voltava não funcionava mais, as vezes o vizinho pensava que era um Skate, tacava no chão e saia deslizando com o pé em cima dos meus sagrados joguinhos pirateados.
Ah como eu amo o download - Fonte: Projeto Web Segura

Mas o que eles não esperavam, e era nossa salvação, o Download. Hoje em dia isso não existe mais, pelo menos não tanto quanto era antes. Ahh (alivio) a facilidade de poder baixar seus jogos no HD do seu console, seus filmes no pen drive ou HD externo, ou nem precisa fazer download, temos a evolução do download, o Streaming, reproduzir a mídia sem sequer baixar ela, realmente são outros tempos. O pior é que eu tinha o backup de todos os meus discos no HD de 160 GB do meu PC antigo que a minha mãe compro em 24x de R$ 59,00 nas Casas Bahia no caso de algum deles cair no chão ou riscar, no final não adiantava de porra nenhuma o CD. Hoje em dia eu fujo de qualquer mídia física, download é o que há!

Ah é claro, a maior vantagem de todas, NÃO TER QUE LEVANTAR DA PORRA DA CAMA PRA TROCAR DE JOGO!

Sempre pedindo aquela ajudinha, comenta aí, to fazendo na humildade tio.


quarta-feira, 9 de julho de 2014

Joguei Call of Duty pela primeira vez e adivinha?

Call Of Duty versus Battlefield
imagem: lazygamer
Quando você joga Battlefield e depois joga Call of Duty, fica bem claro a superioridade de Battlefield. Os dois tem uma campanha mediana, nada  excepcional, mas no quesito História Call of Duty é superior, já no outros quesitos o jogo se perde completamente.

O motivo do sucesso
Joguei umas cinco partidas, cada uma pior que a outra, não que eu fui ruim, mas os oponentes foram duvidosamente superiores a mim, teve partes legais, mas a situação foi muito chata!
Então me perguntei, por que Call of Duty faz tanto sucesso? O motivo ficou claro quando escutei os outros jogadores no chat, em sua maioria menores de idade.

Call of Duty é um jogo fácil, não precisa jogar, elaborar táticas, nem mirar precisa na verdade, frequentemente você é morto por algum sniper que está com quase de costas viradas pra você e quando coloca o olho no scope a mira automaticamente e magicamente vai parar na sua cabeça. Essa situação irrita, pelo menos a mim, VOCÊ NÃO PRECISA JOGAR A PORRA DO JOGO! É tudo automático, o aim assist é horrivelmente alto, no momento em que você aperta o gatilho esquerdo, a sua mira está no inimigo. Não preciso dizer mais nada.

Um review incompleto
Até o presente momento eu não joguei a campanha e sinceramente estou sem saco pra jogar uma campanha mediana de um jogo de guerra mediano, pra mim já chega a campanha de Battlefield. Então não considere isso como um review, considere como uma critica, essa crítica sobre o multiplayer, somente sobre essa parte do jogo, que pelo sinal tem muitos Cheaters ou "Hackers" na maneira popular de se falar.

Um jogo popular
Não que Battlefield seja um jogo especifico ou que eu estou sendo elitista - talvez só um pouquinho -, mas é um jogo mais popular do que para gamers mesmo, tanto que o público em sua maioria tem menos que 16 anos, e como tem criança naquela porra.

É um jogo simples, e como tem muita gente que gosta de jogo fácil aliado ao publico em sua maioria que vai pelo gosto do amiguinho, explica-se assim o sucesso de Call of Duty.

Em resumo...
No momento não sei dizer se vale a pena ou não comprar, mas depois de todos os problemas, o jogo é muito divertido e ainda mais divertido se você não liga em morrer aos montes. Só não ligue para as crianças e nem use cheats, usar cheats é muito feio crianças.

Fala que eu te escuto (ou leio)!

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Fotografia, um amor que sempre tive e nunca percebi!

Rua de uma periferia em noite nebulosa. Foto por Matheus Rodrigues (f/2.3 | 1/20 seg | ISO 300)
"Não fazemos uma foto apenas com uma câmera; 
ao ato de fotografar trazemos todos os livros que lemos, 
os filmes que vimos, a música que ouvimos, 
as pessoas que amamos."
- Ansel Adams
Com essa frase começo esse post falando obviamente de fotografia, um amor que eu sempre tive e nunca percebi, ou melhor, nunca cheguei a prestar atenção, até perceber que isso é uma parte de mim realmente nunca explorada.  Como quem lê o meu blog sabe, eu tenho um amor por duas coisas em particular, Tecnologia, desde jogar até desenvolver, e chocolate. Até então nunca tinha percebido sobre meu amor pela fotografia, mas uma coisa interessante desencadeou minha auto-análise sobre a fotografia, pois bem, vamos lá!

Esses dias atrás eu estava olhando meu Skydrive a procura de alguns programas pra instalar na minha maquina, pois todo o programa que eu acho legal "upo" pra lá, pra obviamente se eu precisar no futuro não precisar ficar procurando um por um -afinal, sou técnico e é sempre bom ter um backup onde posso acessar em qualquer lugar, continuando-, então em um momento de curiosidade decido eu dar uma olhada na pasta de backup de fotos, e me deparo com milhares de fotos tiradas por mim, até então esquecidas, fotos de momentos totalmente apagados da minha memória, - que nem é tão boa assim -, fotos de amigos, fotos de todos os tipos, aquilo realmente me surpreendeu e me fez refletir sobre minha ligação com a fotografia.

Sobre as fotos e de onde vieram, acontece que eu tinha um Samsung Omnia W, um pequenino Smatphone com Windows Phone 7.8, e eu tinha ativado o backup automático de fotos, o que fez com que todas as fotos fossem enviadas para o serviço do falecido Skydrive. Como eu não tinha dó do obturador daquela câmera de "apenas" 5MP, tinham muitas fotos, algumas com qualidade incrível, e algumas outras nhéé.

Após isso comecei a pesquisar sobre a fotografia, achei muito foda, e vi quão lindo é retratar um momento, eternizar aquilo para que meus filhos vejam, ou os filhos dos meus filhos, imaginem daqui trezentos anos alguém olhando a fotografia que eu tirei, é incrível imaginar quanto isso pode influenciar uma pessoa, uma simples imagem que nunca envelhece e atravessa eras e pode chegar aos olhos de outra pessoa daqui  a milhares de anos.

Desde então estudo um pouco sobre fotografia, não que eu vá ser um profissional, mas estou aperfeiçoando um dos meus "dons", ainda estou no começo, mas pretendo crescer minhas capacidades como entusiasta. Obviamente não vou ensinar nem falar nada, pois ainda sou leigo nessa área e meu conhecimento foge pouco da técnica ainda, mas deixo a encargo de você leitor ir atrás do conhecimento sobre isso.

De fim, deixo esse blog pra vocês, a dona desse blog é uma fotografa profissional, e tem um portifólio bem forte e muita experiência pra passar. Além disso lá tem um e-book pra conhecer os termos técnicos de fotografia, que pode ser muito útil para principiantes.

Não tenha medo de tirar fotos, não se limite somente a selfies pro seu instagram, retrate os melhores momentos, em uma dessa vai que você descobre um amor pela fotografia também!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Vines ou Vaines: Modinha

WASSUUUPP Niggaaaaa! Do lado direito do corner temos Matt com seus 1,72m de altura 79,5 KG de largura e um braço esquerdo bem treinado! 
No canto esquerdo temos uma barra de chocolate com 397128382 calorias. Quem será que vence essa disputa? VAMOS VER ESSA NOITE no super last fucking jam tonight asplaivison.

Por que eu escrevi isso? Não sei, só fiz. Pulando essas loucuras aê de um chocolatra assumido. Vamos a parte que eu transo, digo algo de inútil pra vocês. Tenho um dilema, muito interessante por sinal, é uma espécie de paradoxo na minha mente. Se alguém que visita meu blog tem faicebuqui sabe do que eu to falando. Vines. Por que fazer? Qual é a dessas pessoas? Elas tem tanto tempo sobrando assim, como elas ganham algo com isso? Podiam estar fazendo inumeras outras coisas, mais elas fazem Vaines!!! O pior é que aqui no Brasil, tem um ou dois "Viners" - por que tudo tem que ter um rótulo e tem que ser com "ers" no final - que são bons no Brasil, o resto, são tudo garotos bonitos que as garotas babam e garotas gostosas que querem ser chamadas de lindas, e claro, sempre tem as que só fazem video mostrando os peito pros macho baba como se fossem cachorro no cio, e pras outras meninas que não tem segurança e auto estima ficarem com inveja, até parece que não escuta Beijinho no Ombro! 

Meu palpite é que, 90% desses jovens, a maioria desocupada, faz isso pra ganhar notoriedade. São tipo aqueles mendigos de laique no faicebuqui que de alguma forma se sentem melhor pelo tanto de like que eles recebem em um comentário, só que agora com Views de Vine, como o youtube é um lugar onde tem muito conteudo e também é muito concorrido por assim dizer, o Vine é a alternativa (pelo menos no Brasil), daqueles que querem aparecer pra mostrar alguma coisa sendo ela interessante ou inútil, sendo que o segundo caso ocorre com mais frequência. 

Confesso que acho alguns engraçados mas são muito poucos, alguns são muito criativos outros só vão na onda e isso tira a graça da coisa, por que aqueles que vão na onda não tem noção, isso faz com que se sature a coisa, além de ser uma coisa muito restrita, já virou modinha, e modinha é mamilos.

O pior, é que tem gente que fez site em cima desses vídeos e hoje ganha muita grana em cima do negócio, negócio esse que outras pessoas fizeram. Basicamente, trabalham de graça pra outros, e aposto que nenhum deles sabe disso. Muita gente criativa que poderia estar sendo remunerada, nem que seja aqueles centavinhos pra comprar as balas e a paçoca no mês.

Não sabem de nada. Inocentes! 

Valeu por ler isso aí se puder increva-se no gostei e clica no canal.